Notícias

Preso em Sertaneja trio acusado de estelionato em várias regiões do país


Brasil Net

A mulher já cumpriu pena por tráfico internacional de drogas

Foto: Anuncifácil
Após serem acionados por um gerente de uma agência bancária de Sertaneja na manhã de terça-feira (2), por volta das 11h, policiais civil e militares prenderam a pessoa de Patrícia Karla Benevides de Souza, de 31 anos de idade, a qual tentava trocar um che

Após serem acionados por um gerente de uma agência bancária de Sertaneja na manhã de terça-feira (2), por volta das 11h, policiais civil e militares prenderam a pessoa de Patrícia Karla Benevides de Souza, de 31 anos de idade, a qual tentava trocar um cheque clonado da conta de um cliente, um produtor rural morador da cidade, no valor de dois mil reais.

A acusada possui um extenso histórico de passagem em várias regiões do país, que incluem falsificação de documentos no Piauí, onde foi presa em flagrante na cidade de Canto do Buriti, em situação igual à ocorrida momentos antes em Sertaneja, portando a mesma nesta situação um carteira de motorista falsa em nome de Inara Priscila Benevides, sendo a mesma autuado pela Justiça daquele estado.

Patrícia, que trazia consigo no momento de sua prisão em Sertaneja um passaporte com carimbos de viagens a Madri, na Espanha, também é citada em crime semelhante na cidade de Cocal, no mesmo estado, quando tentou trocar um cheque no valor de três mil reais.

Ela ainda foi condenada no estado da Bahia por tráfico internacional de drogas, em novembro de 2013, onde cumpriu pena por dois anos, sendo tais fatos registrados e divulgados pela imprensa nordestina, informou a polícia.

A mulher foi encaminhada para a delegacia de Polícia Civil de Cornélio Procópio com mais dois homens que lhe davam cobertura, que foram presos em um veículo VW/Gol com placas de Santa Catariana, ambos também com passagens.

Os indivíduos se apresentaram como José Alan de Oliveira de 31 anos e Lindomar Cândido de Lima de 44. Um deles não portava documentos e outro apresentou uma identidade falsa.

A documentação do carro estava em nome de uma quarta pessoa.

Para a policiai os nomes apresentados por eles podem ser falsos e uma ampla investigação esta sendo feita, visto que se trata de um grupo especializado, agindo em várias regiões do país como meio de vida e podem estar sendo procurados pela Justiça.

O carro que eles usavam deve passar por perícia, como também os aparelhos celulares que usavam, os quais eles se recusaram a desbloqueá-los, ficando os mesmo apreendidos e por meio da Justiça, através de um pedido, posteriormente periciados.

Os três implicados permaneceram detidos, onde foram autuados por tentativa de estelionato e um deles por uso de documento falsificado, informou a polícia.

 

 


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do Portal Anuncifácil


Faccrei - vestibular 2019


Comente utilizando seu facebook