Notícias

Prefeitura de Cornélio Procópio recebe ações de sensibilização ambiental


Visão Net

Artistas do Espaço Sou Arte, técnicos da UNILIVRE e do Instituto das Águas do Paraná estarão à frente das atividades

Foto: Comunicação/Prefeitura
A meta é levar ações culturais ao município, através de um programa do governo

Ações de sensibilização ambiental com abrangência técnica, educativa e sociocultural voltadas para recicladores, professores e a comunidade em geral serão desenvolvidas em Cornélio Procópio no dia 14 de novembro. Artistas do Espaço Sou Arte, técnicos da UNILIVRE e do Instituto das Águas do Paraná estarão à frente das atividades que vão acontecer no Espaço Cultural das 19h às 21h. A participação é gratuita. Desde o início de julho, o programa Sistema Integrado de Coleta Seletiva (Recicla) vem atuando junto aos municípios do Paraná no aprimoramento do conhecimento, de valores e do estilo de vida relacionados com a gestão e o gerenciamento adequado dos resíduos sólidos.

À frente deste trabalho está a Itaipu Binacional e Universidade Livre do Meio Ambiente (Unilivre) em parceria com o Governo do Estado, através do Instituto das Águas do Paraná que conta com o apoio da Prefeitura de Cornélio. “Nós apoiamos a vinda de projetos de conscientização e cuidados com o meio ambiente em nossa cidade porque reconhecemos a importância de termos coletores de materiais recicláveis conscientes da importância do trabalho que eles realizam; mas fundamentalmente, precisamos que a população seja colaborativa com estas ações de beneficio mútuo”, disse o prefeito de Cornélio, Amin Hannouche, que atuou em 2015 e 2016 como presidente do Instituto das Águas do Paraná.

O objetivo é levar a 66 municípios ações de sensibilização ambiental com abrangência técnica, educativa e sociocultural voltadas para catadores de materiais recicláveis, professores e a comunidade em geral. Como ferramenta de transformação e sensibilização, o Município recebe artistas do Espaço Sou Arte e técnicos da UNILIVRE e do Instituto das Aguas do Paraná para o desenvolvimento de diversas atividades. É realizada, ação cultural e interativa com os recicladores da cidade. Um espetáculo cômico que aborda, de maneira divertida, a importância destes profissionais no dia a dia de um município, trabalhando sua autoestima, valorização e empoderamento, promovendo a busca por objetivos e concretização dos sonhos individuais e coletivos.

Dois artistas encenam a importância de organização das cooperativas, os benefícios de trabalhar coletivamente e, ainda, a importância da soma de esforços no sentido de maiores resultados financeiros e de qualidade de vida. No evento é abordado também o uso adequado dos equipamentos de proteção individual (EPI’s), mostrando que são de suma importância para evitar acidentes ou ainda risco a saúde física e mental. Outra ação cultural e interativa é voltada a educadores e técnicos ambientais. Uma oficina será realizada com a finalidade de conscientizar e sensibilizar sobre questões relacionadas aos resíduos sólidos urbanos, a coleta seletiva e consumo consciente, com a apresentação de informações dentro do contexto do projeto Sistema Integrado de Coleta Seletiva.

A ênfase para os educadores ainda abrange formas de realizar a educação ambiental de forma simples e lúdica, incentivando uma cultura da coleta seletiva e de consumo consciente. A programação inclui também evento cultural aberto à comunidade, com a apresentação de espetáculo artístico que ressalta a importância da coleta seletiva, chamando a atenção para os impactos e consequências deste trabalho na comunidade e na vida dos recicladores do município. A história apresentada fala sobre o amor de dois jovens com pais que pensam completamente diferente um do outro. O espetáculo “Juliana e Romão, um caso de separação”, mistura linguagens de circo, teatro, dança e música para conscientizar sobre a importância de todos na gestão correta dos resíduos sólidos urbanos. O Espaço Sustentabilidade é outra atração nas cidades que recebem o programa. Em uma lona de circo é realizada uma exposição de móveis, objetos de decoração e utensílios confeccionados com resíduos normalmente descartados pela população.

 

   

 


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com texto do Departamento de Comunicação da Prefeitura


Faccrei - vestibular 2019


Comente utilizando seu facebook