Notícias

Polícia Civil identifica autor de latrocínio ocorrido em Cornélio Procópio


Faccrei Vestibular Inverno 2018

O crime ocorreu em agosto de 2014

Foto: Reginaldo Tinti
O acusado foi preso em São Paulo

A Polícia Civil de Cornélio Procópio informou na sexta-feira (8), que após várias diligências, nomes checados e cruzamentos de alguns dados, a equipe de investigadores chegou a um suspeito de um homicídio ocorrido em 2014, na cidade.

Conforme descrito pelo Portal Anuncifácil no dia 28 de agosto daquele ano, um corpo em avançado estado de decomposição de um homem não identificado naquele momento aparentando entre 20 e 30 anos de idade foi encontrado pela manhã na linha férrea, próximo a PR 160, nos arredores da Vila Nova, em Cornélio Procópio.

A vítima estava nua, apresentando ferimentos provocados por arma branca (possivelmente faca), na região do pescoço e tórax.

A Polícia Civil começou a trabalhar com a hipótese de assassinato e indícios levaram a crer que o corpo foi levado para aquela região da cidade, sendo o crime premeditado ocorrido em outra região.

De acordo com o investigador Antônio Carlos da Polícia Civil, após o corpo ser reconhecido, sendo da pessoa de Emerson Aparecido Tomaz, de 23 anos, morador de Santa Mariana, as investigações revelaram que, três dias antes do crime, a vítima veio até uma lotérica em Cornélio Procópio, sacou dinheiro de seu PIS (Programa de Integração Social) e teria ido até um bar na antiga rodoviária.

Toda a investigação apontou para o nome de um suspeito, que não foi revelado e o delegado responsável pelo caso, pediu a prisão a sua prisão, que foi cumprido na cidade de São Paulo, por ordem judicial expedido pela Comarca de Cornélio Procópio.

Segundo Antônio Carlos, contra o acusado já constava outro Mandado de Prisão expedido pela comarca de Curitiba.

Ele aguarda preso preventivamente no Centro de Detenção Provisória da Capital Paulista e deverá ser transferido para Cornélio Procópio nos próximos dias, informou o investigador.

 

 


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do repórter Bruno Izidoro via Odair Matias




Comente utilizando seu facebook