Notícias

Tremor de 3,6 pontos na escala Richter atinge costa de Florianópolis


Faccrei Vestibular Inverno 2018

O técnico em sismologia do Centro de Sismologia da USP, José Roberto Barbosa, explica que o terremoto aconteceu na margem continental

Foto: Ilustrativa
O tremor aconteceu a 100 quilômetros da Ilha de Santa Catarina

Um tremor de 3,6 pontos na escala Richter (escala que vai de 0 a 10) foi registrado às 9h28min46s de sexta-feira, 13, na margem continental de Santa Catarina. O fenômeno, indicado pelo Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) e confirmado pela Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), aconteceu a 100 quilômetros da Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis. Moradores das regiões Norte e Sul da Ilha e até de São João Batista, na Grande Florianópolis, sentiram os efeitos da propagação das ondas sísmicas pelo mar até a terra.

O técnico em sismologia do Centro de Sismologia da USP, José Roberto Barbosa, explica que o terremoto aconteceu na margem continental, ou seja, no oceano. O especialista garante que a magnitude é “importante” e está dentro da média de outros tremores registrados com frequência ao longo da costa brasileira. Se tivesse acontecido em terra, no entanto, os efeitos poderiam ter sido maiores, mas não a ponto de causar destruição.

— Isso é comum. Toda a terra tem pequenos tremores de terra devido à movimentação das placas tectônicas, que são de formação heterogênea e se movimentam muitas vezes por ano. Então vão se acumulando tensões nesses locais, em profundidades desconhecidas, como foi esse aí em Florianópolis.


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do Diário Catarinense




Comente utilizando seu facebook