Notícias

Primeiro exame não aponta causa da morte de ex-ginasta Ana Paula Scheffer


Brasil Net

O médico legista pediu novos exames para apurar o motivo da ex-atleta, que foi velada no sábado (17), em Toledo (PR)

Foto: Ricardo Bufolin/CBG
Ana Paula Scheffer , ex-atleta da seleção brasileira de ginástica rítmica

O primeiro exame feito para definir a causa da morte de Ana Paula Scheffer , ex-atleta da seleção brasileira de ginástica rítmica, foi inconclusivo, de acordo com informação do Instituto Médico Legal (IML) do Paraná no sábado (17). O corpo dela precisará passar por um novo exame, e a família suspeita de infarto.

Medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007, Ana Paula Scheffer trabalhava como técnica de ginástica rítmica em Cascavel, município próximo de Toledo, onde mora e foi encontrada morta em sua casa na sexta-feira (16), no oeste do Paraná. A ex-ginasta tinha 31 anos.

Segundo familiares, a principal suspeita é que Ana Paula tenha sofrido um infarto fulminante.

A causa da morte será informada após novos exames da Polícia Científica.

Segundo informações da equipe de ginástica rítmica de Toledo, a hoje treinadora de ginástica estava deitada na cama quando foi encontrada sem vida, por volta das 12h de sexta, por sua mãe, Sonia Scheffer.

A mãe da ex-ginasta diz que ela não estava doente nem reclamava de dores no corpo.

O velório de Ana Paula Scheffer começou às 10h30 de sábado, na cripta da Catedral Cristo Rei, em Toledo , cidade onde mora sua família. O sepultamento deve ocorrer na tarde de domingo (18), também em Toledo.

CN INSTITUCIONAL


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do Portal iG de Notícias
Novidades Faccrei