Notícias

Briga generalizada na Praça Brasil faz PM agir de forma ostensiva em Cornélio Procópio


Brasil Net

Foram disparados tiros de borracha para conter os envolvidos, que partiram para cima dos policiais

Foto: CN
Um dos tiros de borracha acertou o pé de uma adolescente

De acordo com a Polícia Militar de Cornélio Procópio, na madrugada de sábado (22), populares informaram que no interior da Praça Brasil, na área central, estava ocorrendo uma briga generalizada, possivelmente iniciada em decorrência dos disparos realizados momentos antes por um meliante ainda não identificado.

Segundo a PM, rapidamente equipes policiais foram até o local, onde tentaram separar as pessoas envolvidas na briga, porém não foi possível, mesmo com uso de força moderada para dispersar os indivíduos.

Logo eles partiram para cima dos policiais com chutes, socos e arremessando pedras, obrigando os soldados tomarem uma distância deles, onde de forma tática e seguindo todas as regras técnicas de segurança, foram efetuados disparos de munição não letal, informou a PM.

Com os disparos os envolvidos fugiram, não sendo possível identificar ou realizar qualquer prisão, porém na sequência os policiais ouviram pedidos de ajuda que vinham de cerca de setenta metros do ocorrido.

Ao verificarem constataram que infelizmente uma adolescente acabou sendo atingida de raspão em um dos seus pés por um disparo não letal efetuado pelos policiais e diante do fato imediatamente foi acionada uma equipe de socorro, contudo, o pai da jovem, muito nervoso com a situação, decidiu ele mesmo levar a filha até o hospital.

A PM informou que uma equipe seguiu para a Santa Casa, onde foi feito contato com a adolescente e seu pai. Eles informaram que a jovem recebeu atendimento médico e foi liberada para ir para casa, divulgou a PM m Boletim de Ocorrência divulgado na manhã de sábado.

O Major QOPM- Jeferson Agenor Busnello, Subcomandante do 18º Batalhão de Polícia Militar, informou que a PM dará toda a assistência a vítima, ficando a Tenente Valéria, Subcomandante da 1ª Companhia de Cornélio Procópio, incumbida de acompanhar o estado de saúde da adolescente, a visitando em sua casa pessoalmente com uma equipe e verificando com os pais se precisam de qualquer ajuda.

 


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações da Polícia Militar
Novidades Faccrei