Notícias

227 mil trabalhadores podem sacar FGTS no Paraná a partir de sexta-feira (18)


Brasil Net

Saques serão permitidos para nascidos em janeiro e não correntistas da Caixa Econômica Federal

Foto: Divulgação
No estado, serão R$ 106 milhões disponíveis

Uma nova etapa da liberação do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa a partir desta sexta-feira (18). Os trabalhadores nascidos em janeiro e que não têm conta na Caixa Econômica Federal poderão sacar até R$ 500 de cada conta ativa ou inativa do fundo.

De acordo com o banco, no Paraná serão R$ 106 milhões distribuídos para 227 mil trabalhadores.

Quem tem conta-poupança na Caixa ou optou pelo crédito em outro tipo de conta do banco recebeu o dinheiro automaticamente.

 

Como serão os saques para quem não tem conta poupança na Caixa:

- Valores de até R$ 100 por conta: saque será feito nas lotéricas, com CPF e documento de identificação.

- Valores de até R$ 500 por conta: saque nas lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui, com documento de identificação e cartão cidadão com senha. Caso não tenha o cartão cidadão, poderá sacar nos caixas eletrônicos da Caixa utilizando o CPF e a senha cidadão. Em caso de saque na agência, deve apresentar documento de identidade com foto e número do CPF.

O saque imediato no valor de até R$ 500 não impede o trabalhador ao saque do FGTS por motivo de rescisão contratual e não tira o direito de receber a multa dos 40% sobre o valor. Também não interferência no saque para as demais modalidades como aposentadoria, aquisição da casa própria e doença grave.

 

O trabalhador deve estar com a carteira de trabalho em mãos no momento do saque. O banco disponibilizou os canais de atendimento para que o trabalhador possa tirar dúvidas sobre valores e direito ao saque:

APP FGTS (o aplicativo é o Caixa FGTS e está disponível tanto para aparelhos com sistema Android quanto aqueles com iOS)

A data limite para recebimento dos valores é 31 de março de 2020. Caso o saque não seja feito até lá, os valores retornam para a conta de FGTS do trabalhador.

A Caixa alerta, entretanto, que à medida em que o trabalhador vai adiando a retirada de dinheiro do fundo, ele ficará sujeito ao efeito cumulativo dos outros calendários, podendo enfrentar mais filas.

 

O saque de até R$ 500 por conta do FGTS não significa adesão ao saque aniversário ou a perda do direito à multa rescisória, independente do canal de recebimento.

A Caixa lembra que ninguém é obrigado a sacar o dinheiro do FGTS. Se não houver a retirada, o dinheiro permanece no fundo, ganhando rentabilidade.

 


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações do G1/PR
Lady Bagunça

Novidades Faccrei