Notícias

Prédio de sete andares desaba em Fortaleza


Brasil Net

Nove pessoas foram resgatadas com vida e outras 10 estão sob os escombros, segundo relatos de familiares

Foto: G1
Bombeiros não confirmam causa do desabamento

Um edifício residencial de sete andares desabou em Fortaleza, Ceará, na manhã desta terça-feira, 15. O prédio ficava na esquina da rua Tibúrcio Cavalcante com a Tomás Acioli, no bairro Dionísio Torrres. O Corpo de Bombeiros resgatou oito pessoas dos escombros — nove pessoas foram encontradas com vida e estão sendo atendidas pelo Samu (serviço móvel de emergência). Uma morte foi confirmada. Dez pessoas que estariam no prédio ainda não foram encontradas. Ainda não há informação se o desabamento foi causado por falha estrutural.

O resgate conta com o apoio de cães farejadores e drones. Os bombeiros trabalham com cautela porque há risco de um novo colapso na estrutura do edifício. As equipes de resgate e as famílias se comunicam com algumas pessoas nos escombros por telefones celulares. Segundo a prefeitura da cidade, há equipes de psicólogos e assistentes sociais para apoio dos que aguardam notícias.

Ainda não há a confirmação sobre a identidade da pessoa que morreu. A estimativa dos bombeiros é de que há entre dez a quinze pessoas presas nos escombros. O edifício era aparentemente antigo. Imagens divulgadas pela TV Globo mostram as colunas de sustentação da garagem deterioradas.

O prefeito da capital cearense, Roberto Cládio, manifestou apoio aos familiares das vítimas do desabamento e prometeu que a sociedade terá uma “resposta clara a respeito das responsabilidades de pessoas envolvidas no acidente”. De acordo com o prefeito, os órgãos de fiscalização urbana não tinham nenhuma informação sobre obras em andamento no edifício.

A dona de um estabelecimento comercial que funciona a cerca de 100 metros do edifício afirmou que ouviu um barulho muito grande, “tipo uma explosão”. “Eu saí correndo quando vi a nuvem de poeira chegando até aqui, na loja. Saí na calçada e não vi quase nada, só algumas pessoas correndo em meio à nuvem de poeira”, afirmou a comerciante.

“Achamos que se tratava de uma batida de carro. Só que o barulho foi aumentando e aí veio a nuvem de poeira. Fechamos as portas e ficamos dentro da loja porque demoramos a entender o que tinha acontecido. Não dava para ver nada, só alguns destroços espalhados pela rua. Quando saímos na calçada, já tinha muita gente chorando. Um desespero”, relatou o recepcionista de uma Pet Shop que funciona na calçada do edifício.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), afirmou pelas redes sociais que cancelou toda a agenda desta terça-feira e está “retornando imediatamente para Fortaleza para acompanhar a operação de resgate”. “Determinei o uso de toda a força operacional dos Bombeiros, Samu, Polícia Militar, Defesa Civil e todos os órgãos estaduais que possam auxiliar no socorro às vítimas”, afirmou.

Com fotos de José Eleomar e Thiago Gadelha/Diário do Nordeste - Gustavo Pollizzon/G1 -  Ronaldo Oliveira/Agência o Dia - Kleber Gonçalves/Futura Press.

 

 


Fonte: *Redação Cornélio Notícias, com informações da Revista Veja
Novidades Faccrei

Lady Bagunça